Estresse psicológico é o que sentimos quando estamos sob pressão mental, física ou emocional. Embora seja normal que todos estejam sujeitos ao estresse de tempos em tempos a exposição contínua e repetida ao estresse pode levar tanto a doenças mentais quanto à doenças físicas. Algumas das condições que pessoas sob estresse apresentam com mais frequência são resfriados, dores lombares, problemas de coração e estômago além de um maior risco de depressão.

loneliness

Existe uma relação entre estresse e câncer?

Mas existe uma relação entre o desenvolvimento de câncer e estresse?

Um estudo emblemático tentou responder essa questão comparando o número de casos de câncer entre judeus que viveram o holocausto da segunda guerra mundial e judeus que não viveram esta época (clique aqui para ver o estudo). Neste estudo foi constatado que pessoas que passaram pelo horror da guerra apresentaram mais casos de câncer do que aquelas que não viveram este período. Os resultados deste estudo foram importantes para mostrar como conflitos como estes podem ter efeitos devastadores mesmo muitos anos depois, no entanto não podemos dizer que foi apenas o estresse que causou o maior número de casos de câncer, visto que estas pessoas também foram submetidas à desnutrição, frio e exposição a agentes infecciosos diversos.

Uma revisão recente sobre o assunto juntou os resultados dos últimos 30 anos de estudo sobre a relação de câncer e estresse (clique aqui para ver a revisão). Hoje não temos dados para dizer que o câncer pode ser causado pelo estresse, no entanto estresse parece influenciar os resultados do tratamento e talvez possa ter efeito na progressão da doença em pessoas que já têm câncer.

Uma ligação indireta entre estresse e câncer é a maior propensão a maus hábitos de vida como o fumo, o ganho de peso e a maior ingesta de bebidas alcoólicas e estes fatores sim, estão ligados ao desenvolvimento e progressão do câncer. Alguns hormônios liberados durante o estresse como a adrenalina e os corticoides endógenos têm o efeito teórico de estimular o crescimento de novos vasos sanguíneos. Não há, no entanto, forte comprovação deste mecanismo como o causador de piores resultados de tratamento em pessoas sob estresse.

O mais provável é que pessoas que têm câncer e estão sob forte estresse percam a esperança no tratamento e passem a não segui-lo corretamente, ou a não procurar ajuda quando elas se sintam mal. O que mostra mais uma vez a importância da parceria entre pacientes, família, cuidadores e equipe médica.

Em conclusão, em relação ao desenvolvimento de câncer, não se estresse, estresse não é uma causa de câncer!

Para os pacientes em tratamento, não esconda o estresse, confie nos seus e divida essa responsabilidade. As pessoas que te cercam querem o melhor para você!

Deixe uma resposta