Os perigos que as mídias sociais podem trazer para a saúde.

As mídias sociais democratizaram a informação. Não dependemos de jornais, revistas e TVs formais para achar entretenimento ou informação. Hoje quem decide o que se assiste somos nós. Não apenas o que se assiste, hoje podemos criar conteúdo e disponibilizar para quem se interessar. As mídias sociais também permitiram maior organização popular, vimos isto acontecendo em diversos países do mundo. Exemplos recentes são a primavera árabe, no oriente médio; as manifestações contra a austeridade na Europa e o debate político no Brasil.

Mas nem tudo são flores quando se fala de disseminação de informação. Umberto Eco, o escrito italiano recém falecido, dizia que “as redes sociais deram voz a uma legião de imbecis”. Embora esta afirmação seja no mínimo agressiva, nós temos que convir que existem realmente pessoas que fazem péssimo uso da internet. Alguns exemplos são o acirramento dos ânimos políticos no Brasil, o recrutamento de jovens para grupos terroristas e todo o tipo de crime eletrônico possível pela internet.

Quando se trata de saúde, a disseminação de falsas informações pode ser catastrófica. Há uma imensidão de sites orientando dietas, pílulas para emagrecer, receitas, simpatias. Outros divulgam sintomas e fazem prognóstico, em poucas linhas descobrem a doença do leitor, o tratamento e quanto tempo de vida ainda lhe resta. Em oncologia a quantidade de medicamentos feitos de raízes e ervas que “matam tantos porcento das células cancerígenas” é fantástica. Depoimentos de pessoas curadas no youtube não faltam, várias estavam com doenças terminais que foram curadas milagrosamente com cápsulas ou chás que parecem ter sido enviados por Deus a esses supostos pesquisadores, ou pior, vendedores do medicamento ou detentores da patente. Pessoas que se aproveitam do desespero e da fragilidade de pacientes em tratamento contra o câncer ou de familiares angustiados para encontrar alternativas para seus entes queridos. Não se enganem, isto é crime, não só no Brasil, como em diversos países do mundo.

cura milagrosa

A internet é um terreno fértil para falsos curandeiros

Dr. Sebi

Dr. Sebi. A internet é um terreno fértil para falsos curandeiros.

pic14819

A internet é um terreno fértil para falsos curandeiros.

Vejam o exemplo desta história que ocorreu na Austrália, e o mal que isto pode ter feito a centenas, talvez milhares, de pessoas. Belle Gibson era um empreendedora que criou um aplicativo de “dietas naturais” e publicou um livro explicando suas receitas de alimentos anticâncer. Ambos eram “best sellers”, estavam na lista de aplicativos para celular e livro mais vendidos. Ela dizia que tinha abandonado seu tratamento convencional para um câncer de cérebro, que não estava mais funcionando, e que começou a se tratar apenas seguindo a sua dieta anticâncer, tendo inclusive sido curada por ele. Fazia campanhas para arrecadação de fundos para entidade filantrópicas de combate ao câncer, dinheiro que nunca foi repassado a estas entidades.

Recentemente ela admitiu que todas as histórias sobre ela ter tido câncer são falsas, ela nunca esteve doente. O aplicativo e o livro foram retirados de venda, e ela está sendo processada em mais de 1 milhão de dólares pelo Estado Australiano. Leia aqui a história contada pela imprensa australiana.

Agora imagine que você é um paciente, e deixou de fazer o tratamento recomendado por seu médico para seguir o tratamento proposto pela dona do aplicativo e do livro. Deixou de seguir um tratamento convencional para seguir uma pílula mágica, uma raiz, um chá, uma erva, que alguém te fez acreditar que seria indicada para você e resolveria o seu problema. Talvez quando você percebesse que não havia funcionado não haveria mais tempo para fazer um tratamento cientificamente eficaz e indicado pelo seu médico. Esse tempo da sua vida teria sido roubado por um boato, por uma falsa informação, por uma pessoa que te enganou num momento de desespero.

maconha cancer 3

Anúncios de falsos medicamentos proliferam na internet.

hqdefault (1)

Anúncios de falsos medicamentos proliferam na internet.

graviola%2B-%2Breportagem%2Bde%2Bjornal%2B-%2Breprodu%25C3%25A7%25C3%25A3o

Anúncios de falsos medicamentos proliferam na internet.

hqdefault

Anúncios de falsos medicamentos proliferam na internet.

Receita-de-Babosa-contra-o-Câncer

Anúncios de falsos medicamentos proliferam na internet.

banha-de-peixe-boi cremes-massagem-en-cuidado-pessoal-143611-MLB20580436500_022016-Y

Por isso eu sempre recomendo que a conversa entre médicos e pacientes seja a mais clara e honesta possível. Dúvidas, segundas opiniões, novas informações são sempre bem-vindas e fazem parte dessa relação. Caso encontre algo que julgue interessante e que possa te ajudar, traga isso para seu médico e converse com ele. Caso ainda fique com dúvida, procure um segundo médico, um terceiro, quarto, mas converse com pessoas que saibam o que estão fazendo.

Tempo é muito precioso, uma das coisas mais importantes que temos na vida. Não desperdicemos nosso tempo, e vida, com boatos e pessoas mal-intencionadas ou que não tragam verdadeiras alternativas para nos ajudar.

Gostou da matéria? Visite aqui nossa página no Facebook. Não esqueça de curtir a página para saber de todas as atualizações do blog! Compartilhe essa informação com alguém que possa estar precisando dela!

Deixe uma resposta