Entendendo o resultado da mamografia. O que significa o BIRADS?

A mamografia é um exame extremamente importante para todas as mulheres. Este exame é o único que comprovadamente foi capaz de detectar o câncer de mama em estágio inicial, possibilitando assim um tratamento mais eficaz e com maiores taxas de cura (veja aqui a recomendação para a realização de mamografias). Por vezes pode-se associar o uso da ultrassonografia da mama, em casos de dúvidas na mamografia, ou em mulheres mais jovens. Desde a introdução da mamografia o número de mortes por câncer de mama reduziu em 30%.

Exame de mamografia

 

É importante ter em mente que este exame não evita o aparecimento da doença, o objetivo é encontrá-la quando a doença ainda está pequena, e a chance de cura é mais alta.

Existe uma grande confusão nos meios de comunicação e na internet, onde pessoas dizem que a mamografia faz mal porque aparecem mais cânceres em países onde se faz mais mamografia. É esperado achar mais cânceres nestes países que fazem mamografia, como diz o ditado “quem procura acha”, porém neste caso é interessante achar antes. Quanto mais cedo se detecta o câncer, menor será o seu tamanho e mais facilmente ele será curável. Caso este câncer não seja detectado por mamografia, anos depois ele estará grande, facilmente palpável na mama, e possivelmente espalhado para os gânglios da axila. Em países que fazem mamografia de rotina há mais tempo, como a Inglaterra, e os países Nórdicos, como Noruega e Suécia, o número de mulheres que morrem por câncer de mama diminuiu bastante nos últimos anos.

O resultado da mamografia é resumido no BIRADS, que significa em tradução livre do inglês “Sistema de Relatório de Dados sobre Imagem da Mama” (Breast Imaging Reporting and Data System). O objetivo do BIRADS é estimar qual a chance daquela imagem da mamografia ser câncer. Ele não estima o grau de crescimento, o tipo ou dá dicas do tratamento, o BIRADS diz apenas “a chance de haver câncer, por este exame é XX por cento”. A partir daí o médico vai decidir se há necessidade de outro exame para complementar a mamografia ou se a mulher segue o rastreamento normalmente com novas mamografias no próximo ano.

A tabela abaixo resume o significado de cada BIRADS e a conduta médica recomendada após cada resultado.

BIRADS Interpretação Conduta Médica
0

 

O exame não foi capaz de avaliar corretamente a mama.

 

Outros exames têm que ser feitos (mamografia de compressão, ultrassom da mama ou ressonância da mama)
1 Exame normal Seguir rastreamento com mamografia normalmente
2 Exame normal Seguir rastreamento com mamografia normalmente
3 Provavelmente normal Seguir rastreamento com mamografia normalmente ou repetir exame com 6 meses
4A, 4B e 4C Risco baixo (4A), moderado (4B) e alto (4C) de câncer Realizar biopsia a mama
5 Risco alto de câncer Realizar biopsia da mama
6 Paciente já tem câncer comprovado por biópsia e fez mamografia para planejar a cirurgia Planejamento da cirurgia

 

A mamografia é um dos mais importantes exames de rastreamento de câncer e deve ser feita por todas as mulheres. Para saber mais sobre outros exames de rastreamento de câncer clique aqui. Converse com seu médico e deixe seus exames em dia!

Mamografia normal (BIRADS 1)

Mamografia com achado provavelmente benigno (BIRADS 3).

Mamografia com nódulo provavelmente maligno (BIRADS 5).

Gostou da matéria? Visite aqui nossa página no Facebook. Não esqueça de curtir a página para saber de todas as atualizações do blog! Compartilhe essa informação com alguém que possa estar precisando dela!

Deixe uma resposta